Um depósito imaginário dos meus pensamentos, ideias e alucinações.

04
Dez 08

 

 

Já sou quem tu queres que eu seja,

Tenho emprego e uma vida normal.

Mas quando acordo e não sei

Quem eu sou, quem me tornei

Eu começo a bater mal.

O teu bem faz-me tão mal!

 

Já me enquadro na tua estrutura.

Não ofendo a tua moral.

Mas quando me impões o meu bem

Eu ainda sinto aquém.

O teu bem faz-me tão mal,

O teu bem faz-me tão mal!


Sei que esperas que não desiluda,

Que por bem siga o teu ideal.

Mas não quero seguir ninguém

Por mais que me queiras bem.

O teu bem faz-me tão mal,

O teu bem faz-me tão mal!

 

Sei que me vais virar do avesso

Se eu te disser foi em mim que apostei.

Não, não é nada que me rale

Mesmo que me faças mal.

Do avesso eu te direi:

O teu mal faz-me tão bem!

publicado por ritanopaisdasmaravilhas às 15:02

Dezembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26

28
29
30
31


mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO